Educação Ambiental na EBI dos Biscoitos

A Escola constitui um espaço de excelência para o desenvolvimento de cidadãos mais participativos e ambientalmente mais conscientes.

2006/02/07

Recolha de Brinquedos e de Roupa


Campanha de recolha de brinquedos e roupa pelo 5.ºA

No âmbito do projecto Da Biblioteca para o Mundo! Um mês, um tema…, nas aulas de Formação Cívica, surgiu a ideia de fazermos uma campanha de recolha de brinquedos e roupa, na nossa escola, para que algumas crianças necessitadas tivessem um Natal mais feliz.



Apelámos ao lado solidário de cada aluno, auxiliar e professor através de cartazes e “dois caixotes” muito bem supervisionados pela D.ª Evangelina, funcionária da Reprografia.
Esta campanha reverteu a favor da Irmandade Nossa Senhora do Livramento. E foi no último dia de aulas do 1.º período (16 de Dezembro de 2005) que, na carrinha cedida pela Casa do Povo dos Biscoitos, nos dirigimos a S. Bento, a fim de entregar o contributo de todos aqueles que, neste Natal, não hesitaram em oferecer algo de si…


A par da roupa e dos brinquedos, transportámos, também, vários Cabazes de Natal oferecidos pelos alunos de cada ano de escolaridade e entregues pelo respectivo representante. Nesta entrega, colaboraram, também, o nosso professor de Educação Musical, Eugénio Simas, a nossa Directora de Turma, Vânia Ferreira e a professora Dália Almeida.


Chegados à Instituição, fomos, calorosamente recebidos pela Irmã Aldina que nos fez sentir bem-vindos com uma visita guiada às instalações, seguida da colocação da roupa, dos brinquedos e dos cabazes no local indicado.
Após a troca de algumas impressões e satisfação de curiosidades da nossa parte, regressámos aos Biscoitos conscientes de que não substituímos o Pai Natal mas, sim, colocámos em prática alguns valores transmitidos pelos nossos professores e familiares: solidariedade, humildade, respeito e consideração pelo nosso semelhante…
Um muito obrigado a todos! Uma campanha a repetir!

Ema Melo e Manuel Poim, 5.º A
(com a ajuda da professora de Língua Portuguesa)

5 Comentários:

  • At terça-feira, fevereiro 07, 2006 10:02:00 da tarde, Blogger Fátima Silva said…

    Os valores Ambientais passam também por actos de benfeitorias desta natureza. Em suma é aprender a ser solidarizando-se com os outros.
    Parabéns ao 5ºA

     
  • At quarta-feira, fevereiro 08, 2006 11:53:00 da tarde, Anonymous luis said…

    Iniciativa, acção, atitude, solidariedade, convivio, partilha, ideias. Muito bem 5ºA. Continuem a viver.

     
  • At segunda-feira, março 06, 2006 1:17:00 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    Se não houver frutos, valeu a beleza das flores. . . Se não houver flores, valeu a sombra das folhas . . . Se não houver folhas, valeu a intenção da semente . . .
    A SOLIDARIEDADE é um valor que jamais deveis perder!
    Parabéns 5.A

    À Directora de Turma do 5.º A:

    A grande escola é o amor: as exigências do amor levam a grandes heroísmos. Quando o amor é verdadeiro, o sacrifício não dói; o amor faz estimar como bem próprio aquilo que é um dever.
    (J. L. Lorda)

    Para a Professora Vânia Ferreira:

    Se um coração é grande, nenhuma ingratidão o fecha, nenhuma indiferença o cansa.
    (Leon Tolstoi)

     
  • At segunda-feira, março 06, 2006 9:00:00 da tarde, Anonymous Anónimo said…

    A Carta Que Eu Nunca Te Escrevi


    Desde o começo não sei quem és
    No fundo não te conheço
    Se calhar sou o culpado se calhar até mereço,
    Quis confiar em ti mas não deixaste ou não quiseste,
    Imagino as coisas que tu nunca me disseste
    As vezes queria ser mosca e voar por aí,
    Pousar em ti,
    Ouvir o que nunca ouvi,
    Ver o que nunca vi nem conheci
    Saber se pensas em mim quando não estás comigo,
    Será que és minha amiga como eu sou teu amigo?
    Será que falas mal de mim nas minhas costas?
    Há coisas em ti que tu não mostras ou já não gostas,
    Quantas vezes te pedi para seres sincera
    Quem me dera!
    Imagino tanta coisa enquanto estou á tua espera
    Apostei tudo o que tinha,
    Saí a perder sem perceber
    Surpreendido por quem pensei conhecer,
    Sem confiança a relação não resiste,
    O amor não existe
    Quando mentiste não fiquei zangado, mas triste...

    Não peço nada em troca apenas quero sinceridade,
    Por mais que doa e difícil que seja venha a verdade,
    Será que me enganas, será que chamas o outro do que me chamas?
    Será que é verdade quando dizes que me amas?
    Será que alguém te toca em segredo, será que é medo?
    Será que pra ti não passo de mais um brinquedo?
    Será que exagero será que não passa de imaginação?
    Será que é o meu nome que tens gravado no coração ou não?
    Eu sou a merda que vês
    Ao menos sabes quem sou
    E sabes que tudo o que tenho é tudo aquilo que te dou,
    Nunca te prometi mais do que podia,
    Prefiro encarar a realidade a viver na fantasia...

    Também te magoei mas nunca foi essa a intenção
    E acredita que ver-te infeliz partiu-me o coração,
    Mas errar é humano e eu dou obraço a torcer,
    Reconheço os meus erros,
    Sei que já te fiz sofrer.
    Porque é que não me olhas nos olhos quando pedes perdão?
    Será que por saberes que neles vejo o reflexo do teu coração?
    E os olhos não mentem quando a boca o faz,
    E se ainda não me conheces,
    Então nunca conhecerás,
    Serás capaz de fazer o que te peço?
    Desculpa-me ser mal educado quando stresso assim me expresso...
    Sou frio, praguejo o excesso
    Se conseguíssemos dialogar já seria um progresso,
    A chama enfraquece e está a morrer aos poucos
    Porque é que é assim?
    Será que estamos a ficar loucos?
    Acho que nunca soubeste o quanto gostei de ti.....
    Esta é a carta que eu nunca te escrevi!!!

    Para a Directora de Turma do 5.º - A

     
  • At quinta-feira, fevereiro 22, 2007 5:46:00 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Wonderful and informative web site. I used information from that site its great. alfa romeo 164 parts

     

Enviar um comentário

<< Home